Archive for setembro \30\UTC 2009

MORTOS-VIVOS – ZUMBI, O APOCALIPSE PARTE 3

setembro 30, 2009

     Ta aí uma música que não vai ficar velha nunca. E que, apesar de não ter nenhuma ligação com o tema morto-vivo, ela se chama Zombie por um motivo. Ouça e veja o clipe que logo se entende.

[clearspring_widget title=”Grooveshark Widget: Single Song” wid=”48f3f305ad1283e4″ pid=”4ac14129627120bb” width=”400″ height=”50″ domain=”widgets.clearspring.com”]

 

A FESTA

setembro 29, 2009

Quadrinhos2

MORTOS-VIVOS – ZUMBI, O APOCALIPSE PARTE 2

setembro 29, 2009

     Encontrado no blog Malvadas.

     A imagem a seguir, é um pequeno manual de instruções sobre como agir em caso de uma epidemia zumbi. É bastante simples e clara a ponto de poder ser distribuída nas ruas, colégios e hospitais. Chega a ser um serviço de utilidade pública pela grandeza da sua necessidade. Em tempos de fim de mundo, não custa se prevenir.

Tenha sempre uma calibre 12 em casa.

Tenha sempre uma calibre 12 em casa.

MORTOS-VIVOS – ZUMBI, O APOCALIPSE PARTE 1

setembro 28, 2009

     Gosto forte de sangue na boca. Ele se levanta e olha para si mesmo. Seu corpo estava rasgado e mutilado, garras cortaram sua pele de ponta a ponta e agora o homem se lembra. Ele morreu.

     Ao acordar ele não era mais o Sr. que um dia fora, era somente mais um, outro, apenas parte de um inconsciente coletivo. Despiu-se do ser, desproveu-se de memórias e sentimentos, arrancados do seu corpo estraçalhado.

     O saber estar morto, o entender, era obviamente instintivo. Tudo agora seria instintivo. Essa criatura que acabou de nascer é feita de instintos e o rei de todos os instintos, aquele, o mais primal e governante de todas as vontades, está nesse instante urgindo. Fome.

     Olhou ao redor e viu o caos. Estava bem no centro da maior rua da maior cidade do mundo. Onde um dia já se pode presenciar uma via pulsante de vida, agora se vê a artéria principal do apocalipse. Vários de seus iguais corriam pelas ruas, com seus corpos dilacerados e suas faces por vezes deformadas, suas bocas não continham o sangue que escorria e manchava a pavimentação e suas almas. Carros virados, pequenas explosões ao fundo. Os milhares de seres humanos caiam às dezenas no chão, sobrepujados pelos cadáveres que um dia foram seus amigos de trabalho ou talvez a sua família.

     Deus havia tirado férias e o Diabo marcava ponto.

     O motivo de toda a carnificina ainda era desconhecido, mas em poucas horas, de diversos lugares do mundo, pretensos especialistas iriam à televisão, ao rádio e aos jornais tentar explicar o inexplicável. Mas é claro que não havia especialistas, ninguém nunca tinha visto nada disso. É claro que não havia o que se discutir. E é claro, não havia mais esperança.

     Poderia ser um vírus, uma doença. Mas essa teoria só serve para prover uma falsa luz no fim do túnel. Porque mesmo que seja um vírus, não cura. Não há tempo para se criar uma.

     Pode também ser castigo divino, ou talvez o inferno esteja lotado e os mortos se recusam a descer.

     Seja lá o que for ele está agora de pé em cima de um carro em chamas, gritando, uivando. Bradando sua dor e fúria, seu ódio e desespero como uma arma. Ele está morto, e foi jogado para o topo da cadeia alimentar.

     Seu prato favorito?

     Cérebro.

PERDÃO

setembro 25, 2009

     O homem que está sentado na poltrona chama-se Andre. A poltrona vermelha combina com o carpete bem desenhado e com a lareira, que se encontra logo à frente e complementa todo o ambiente. A sala encontrar-se-ia imersa na escuridão, não fosse a luz do fogo diante de Andre. A lenha estalava com um compasso caótico e levemente perturbador, tentando talvez contrastar com o silêncio ao seu redor, na casa e do lado de fora na rua.

     Toda a sala, como a casa, fora decorada para parecer antiga, ou para reforçar essa idéia, já que era realmente antiga. Era daquelas casas grandes e espaçosas. No momento, porém, a sala não parecia tão grande. Como se a própria casa lê-se a mente de Andre e se retraísse ao seu redor, como uma concha. Faltava a Andre descobrir se era a casa que queria protegê-lo ou a escuridão que vinha tomá-lo.

     Sentado há horas, apenas olhando para o fogo em silêncio, não se mexeu nem quando ouviu os passos de uma mulher entrando na sala, traída pelo som de seu sapato de salto alto que só foi abafado pelo carpete quando se aproximou da lareira. Olhou esquivamente para Andre e sentou-se ao chão, de costas para o fogo.

     A madeira na lareira solta novos grunhidos, como se soubesse que queimava viva. Seu som fora o único a quebrar o silêncio fúnebre do aposento por bastante tempo.

     – Não foi sua culpa – ela disse.

     A voz de Andre sai de sua boca dando a impressão de tranqüilidade, mas suas mãos tremiam. Ao perceber essa reação involuntária, ele aperta o braço da poltrona com força, quase rasgando o forro vermelho.

     – Eu… Fui eu quem fez, ninguém me forçou. – diz Andre, mexendo a cabeça pela primeira vez em horas, desviando seu olhar do fogo, para o seu colo.

     – Você estava com raiva, não pensava direito. – ela tentava, com voz suave, acalmá-lo.

     – Não. Eu não estava com raiva. Eu simplesmente não pensava. Eu não tinha ódio, rancor, lembranças. Eu não era ninguém, não era uma pessoa. Eu estava em paz.

     – Você se jogou no abismo, Andre. E ele se jogou em você.

     – E você? E QUANTO A VOCÊ? – Andre se descontrola e rasga o forro da poltrona. – Não. Esqueça, eu não tenho o direito de te perguntar isso.

     – Não, não tem. E quanto a você? Eu estou lhe estendendo a mão, para que você saia do abismo. O que você vai fazer?

     Andre olha novamente para o seu colo. Lá, a arma repousa com uma serenidade paradoxal à condição da sua existência.

     – É tarde demais para me estender a mão. – Ele levanta da poltrona com a arma em punho e caminha até o canto da sala, à esquerda da lareira. Estirado no chão, encontra-se o corpo de uma mulher com salto alto.

     – Isso não precisa acabar assim – ela clama.

     – Já acabou. – Andre se senta ao lado do corpo.

 

     Meia noite. O sino da igreja se dobra de um lado a outro a cada badalada como se tentasse enxergar por detrás dos muros de pedra construídos ao seu redor. Procurava descobrir porque naquela noite, treze badaladas foram ouvidas.

A FUGA, O SUMIÇO E O DESERTO

setembro 18, 2009

Quadrinhos1

     A quem lê o blog, sinceras desculpas pela falta de material. Algumas coisas novas estão vindo. Por enquanto, o que está vindo é o meu aniversário, então posts mesmo, só depois que a ressaca passar. Provavelmente na segunda. Valeu, abraços!

TRIBO

setembro 10, 2009

Do rio, algo que o trio traz
Todas as tribos temiam
A força que fere também fornece a vida
Nada nunca era negado, nenhum desejo
A quem com perseverança plena penetrava

Somente um retorna, regozijando-se
Pois traz o premio que permitia por hora
Vitória que volta a velá-lo
O retorno, relembra, reluz em rubis
E pela prática presença, perpetra-se.

A GIGANTESCA, COLOSSAL, OBRA DE MACHADO DE ASSIS

setembro 10, 2009

     Não é brincadeira. O cara escreveu muito. Muito MESMO! Eu reuni 254 obras de Machado de Assís, fácil. Sem muita pesquisa. Entre contos, poemas, livros, críticas literárias, etc, e eu imagino que isso não deve ser nem a metade de tudo que ele produziu. Nem perto da metade.

     Imagino que se Machado tivesse um blog ele seria daqueles que postam vinte vezes por dia.

     Bem, clique abaixo para ver a lista toda.

Clica aqui, ó!

CURRICULUM VITAE – FEITO POR QUEM SABE

setembro 9, 2009

     Alguns currículos muito bem feitos e criativos. Veja o resto deles no Fresh Pics.

 

OBRAS DE JOSE LEON MACHADO

setembro 9, 2009

Em português:

A_Bruxa_e_o_Caldeiro.html
A_Margem.html
A_Sombra_Sorridente.html
Na_Ilha_de_Circe.html
O_Empreiteiro.html
Prosa_Versificada__I.html
Prosa_Versificada__II.html

SEXO COM A VEZINHA GRATIS VIDEOS

setembro 7, 2009

     Alguém entrou no blog ontem digitando isso aí do título em um buscador.

     Assim pelo menos, agora, a procura fará sentido. Espero que não fique decepcionado.

OS 7 TIPOS BÁSICOS DE CORRENTES

setembro 5, 2009

     Recebi essa corrente sobre correntes faz muito tempo e, apesar de hoje em dia correntes serem mais raras, pelo menos por e-mail, ainda me faz rir muito.

 

———-Corrente n° 1———-

 

     Faça um pedido!

     Sério, faça um pedido!

     Por favor… eles/elas nunca vão sair com você!

     Deseje outra coisa!

     Não isso, seu babaca!

     Deseje outra coisa! Rápido!

     Seu dedo já está cansado?

     Pare!

     Não foi divertido? Espero que você tenha feito um ótimo pedido. Agora, pra você se sentir culpado, eis o que irei fazer.

     Primeiro, se você não mandar essa mensagem para 5096 pessoas nos próximos 5 segundos, você vai ser atacado por um bode maluco e então atirado do topo de um prédio em um monte de bosta. É verdade! Porque, você sabe, esta corrente não é que nem todas aquelas outras falsas, esta é de verdade!

     Sério! Funciona assim:

– Mande esta carta para 1 pessoa: uma pessoa vai ficar braba com você por ter mandado uma corrente idiota.

– Mande esta carta para 2-5 pessoas: 2-5 pessoas vão ficar brabas com você por ter mandado uma corrente idiota.

– Mande esta carta para 5-10 pessoas: 5-10 pessoas vão ficar brabas com você por ter mandado uma corrente idiota.

– Mande esta carta para 10-20 pessoas: 10-20 pessoas vão ficar brabas com você por ter mandado uma corrente idiota.

– Mande esta carta para 20-674.951 pessoas: 20-674. 951 pessoas vão ficar brabas com você por ter mandado uma corrente idiota.

     Obrigado! Boa sorte!

 

———-Corrente n° 2———-

 

     Olá e obrigado por ler esta carta. Tem um garoto faminto em Baklaliviatatlaglooshen que não tem braços, não tem pernas, não tem pais e não tem bodes. A vida desse menino pode ser salva porque cada vez que você enviar essa mensagem para alguém, um dólar será doado para o Fundo Baklaliviatatlaglooshenense Para Garotos Pernetas Manetas Órfãos E Sem Bodes. Lembre-se, nós não temos nenhuma maneira de contar quantos e-mails foram enviados e isso PE tudo uma bobagem, então, mande para 5 pessoas nos próximos 47 segundos.

     Ah, um lembrete – se você mandar acidentalmente para 4 ou 6 pessoas, você morrerá instantaneamente. Obrigado!

 

———-Corrente n° 3———-

 

     Olá! Esta corrente existe desde 1897. Isto é absolutamente incrível, pois naquela época não existiam e-mails e crianças de 8 anos que inventavam correntes. Então, funciona da seguinte maneira. Passe para 15.067 pessoas nos próximos 7 minutos ou alguma coisa horripilante acontecerá com você, como aconteceu com essas pessoas:

     História de terror idiota #1

     Miranda Pinsley estava voltando do colégio a pé no sábado. Ela tinha recentemente recebido esta carta e a ignorou. Então ela tropeçou numa pedra solta na calçada e caiu dentro do esgoto e morreu. Isso pode acontecer com você!

     História de terror idiota #2

     Dexter bip, um garoto de 13 anos, recebeu uma corrente no seu e-mail e a ignorou. Mais tarde, no mesmo dia, ele foi atropelado por um carro e a sua namorada também. Ambos morreram.  As famílias dos dois estavam tão tristes que todos os seus parentes ficaram loucos e passaram o resto da vida num manicômio. Isso pode acontecer com você!

     Lembre-se, você pode acabar como Pinsley e Bip. Simplesmente mande esta carta para todos os seus amigos fracassados e tudo sairá bem.

 

———-Corrente n°4———-

 

     Este é um poema que eu fiz. Mande para todos os seus amigos.

 

Amigos

Um amigo é alguém que esta sempre ao seu lado

Um amigo é alguém que gosta de você mesmo você sendo fedorento

Um amigo é alguém que gosta de você mesmo você sendo horrivelmente feio

Um amigo é alguém que te limpa depois de você se mijar nas calças

Um amigo é alguém que fica com você toda noite enquanto você se lamuria sobre sua vida fracassada

Um amigo é alguém que finge que gosta de você mesmo achando que você deveria ser atacado por um bode maluco e então ser atirado do topo de um prédio num monte de bosta

Um amigo é alguém que limpa o seu banheiro, passa o aspirador, pega o cheque e vai embora. Não, desculpe, essa é a empregada.

Um amigo é alguém que manda correntes porque ele quer que o seu desejo de ficar rico se realize.

 

     Agora passe isso adiante senão você será comido por bodes selvagens.

 

———-Corrente n°5———-

 

     Este e-mail é super legal! Ele começou pela Microsoft para testar seu programa de rastreamento de e-mail, porque, você sabe, uma empresa de software hi-tech grande como a Microsoft sempre manda seus programas novos e importantes para todos os idiotas que sabem operar um computador, certo? E além do mais, eles fizeram uma parceria secreta com a Disney, que concordou em perder milhões de dólares para dar pra todo mundo que ler esse e-mail, passar a diante, olhá-lo, conhecer alguém que tenha lido e ser parente de alguém que seja amigo de alguém que o leu, UMA VIAGEM TOTALMENTE GRÁTIS para a Disneyland, Disneyworld ou Euro Disney!

     Então passe isso para todos que você conhece  que sejam ingênuos o suficiente para acreditar nisso. Mesmo que você perca todos os seus amigos porque eles estão cansados de receber de você cartas-corrente, você ainda tem a chance de ir para Disney! E caso você não mande essa carta, a Microsoft vai mandar seus bodes assassinos para destruir sua casa e comer sua família, então MANDE A CARTA!

 

———-Corrente n° 6———-

 

     AVISO DE VÍRUS!

     Se você receber um e-mail intitulado “Badtimes” apague-o imediatamente. Não o abra! Aparentemente esse é brabo. Ele não vai apenas apagar tudo que está no seu HD, mas vai também apagar todos os seus disquetes, CDs, Zip Disks e DVDs num raio de 20 metros do seu computador. Ele vai desmagnetizar todos os seus cartões de crédito, mudar sua senha no banco, estragar o tracking do seu vídeo-cassete e vai usar campos harmônicos sub-espaciais para arranhar todos os CDs que você tentar ouvir. Ele vai mudar a temperatura do seu refrigerador para que seu sorvete derreta e seu leite talhe, e ele vai programar a discagem automática do seu telefone para que ele só ligue para sua sogra!

     Muito cuidado! Passe isso para todos os seus amigos, parentes, vizinhos, família, inimigos  encanadores, lixeiros, acionistas, médicos, advogados e quaisquer conhecidos! É para o próprio bem dele! Obrigado!

 

———-Corrente n° 7———-

 

     Aqui está um lindo desenho que eu fiz:

(\/)

(\/)

(\__/)

(/<>\)

(/\/\)

/\__

()()

 

     É um lindo anjo decapitado. Mande ele para todos os seus amigos para iluminar o dia deles, assim como iluminou o seu! Se você não mandar, bodes possuídos pelo demônio vão se mudar para sua casa e comer todas as suas meias, fazendo você pensar que alguma coisa está errada com sua máquina de lavar, porque suas meias sempre desaparecem. Tenha um bom dia!

INSONE

setembro 2, 2009

     Uma vez me disseram que o melhor jeito de cair no sono é tentar ficar acordado.

     Não comigo, eu sempre consigo.